Como fazer um bom planejamento de manutenção e trocas de equipamentos

Existem muitas dúvidas quando o assunto é planejamento para manutenção preventiva. Visando otimizar a operação dos equipamentos hidráulicos industriais, é necessário levar em conta a deterioração dos mesmos decorrida ao longo do tempo, bem como as peças que precisam de reposição. Por isso, ter um plano de manutenção é de suma importância para poupar tempo e dinheiro.

Pensando nisso, nesse artigo listamos algumas formas de organizar e manter um controle adequado do bom funcionamento de seus processos. Acompanhe!

1. Histórico dos equipamentos hidráulicos

Para iniciar o plano de manutenção é necessário levantar todas as informações sobre os equipamentos ativos. Isso envolve saber quais peças já foram trocadas ou demandaram qualquer tipo de conserto.

Ter este panorama te ajudará a identificar quais produtos precisam de mais atenção e quais podem apresentar problemas a curto prazo.

2. Checklist no planejamento de manutenção

Fazer essa lista garante a padronização do processo de verificação de cada equipamento em sua operação, bem como quais serão as melhorias necessárias. Desta forma, será possível agir de forma preventiva, evitando possíveis danos.

Outra sugestão é dividir esse checklist por operação: mecânica, lubrificação, elétrica e segurança.

3. Análise de custos

De acordo com o diagnóstico feito, elabore um orçamento que inclua as peças necessárias, mão-de-obra, encargos trabalhistas, softwares necessários e outros possíveis custos secundários.

4. Cronograma

Para se fazer um bom acompanhamento do processo de manutenção, o técnico precisa definir qual é a frequência das visitas que cada equipamento necessita ter e a quantidade de funcionários suficiente para suprir essa demanda. No caso de uma manutenção preventiva, o pré-agendamento deve ser feito com pelo menos 90 dias de antecedência.

5. Acompanhamento do processo

Para que a manutenção seja realizada corretamente, alguns padrões de qualidade precisam ser estabelecidos e, posteriormente, relatados via checklist e fotos.

6. Indicadores de produtividade

Ter indicadores chaves de produtividade te ajuda a saber se o plano de manutenção traçado está adequado, bem como quais casos dependem de uma revisão ou até mesmo da troca dos equipamentos hidráulicos. Os principais indicadores são rentabilidade por dispositivo e intervalo entre reparos.

Agora que você já acompanhou alguns dos principais passos para um correto planejamento de manutenção, saiba também que a escolha de equipamentos com qualidade superior, reduz o tempo de check e a própria manutenção. Isso, por consequência, trará redução de custos com a planta, evitando as tão temidas paradas nos processos. A Casa das Válvulas através, de seus parceiro, oferece somente os melhores produtos que lhe ajudam nesse momento.

Quer ficar sempre por dentro de dicas como essas e outras? Então assine nossa newsletter e acompanhe sempre os melhores conteúdos!