Como surgiu a pneumática e como ela ajuda nos processos atuais?

O campo da pneumática mudou muito ao longo dos anos. Desde o início do calendário cristão, quando se tem o primeiro registro de uso dessa técnica, até a aplicação em válvulas para máquinas automatizadas, essa tecnologia tem um papel chave na evolução da indústria.

As origens da pneumática

O primeiro registro do uso de pneumática remonta século I, quando o matemático grego Heron de Alexandria descreveu o uso do vento para gerar energia e transportar objetos. No entanto, a técnica só ganhou evidência no século XVI, com a invenção da primeira bomba de vácuo a utilizar pressão do ar pelo físico alemão Otto von Guericke.

Os avanços no século XIX

O século XIX é emblemático na evolução da pneumática. Seguindo o trabalho de Guericke, muitos estudiosos passaram a aplicar o ar comprimido para diversas funcionalidades, o que resultou em descobertas como:

·         O compressor de ar composto, que comprime o ar em uma série de cilindros, patenteado pela primeira vez em 1829;

·         Os cilindros revestidos com água, criados em 1982 a partir com base na observação de que o resfriamento com essa substância refletia num aumento de eficiência;

·         O primeiro trem de metrô pneumático, criado em Nova Iorque pelo inventor americano Alfred Beach no ano de 1867;

·         O final do século XIX viu John Wanamaker, um comerciante americano ilustre, tornar-se o primeiro a introduzir tubos pneumáticos no Correio dos Estados Unidos para transportar rapidamente cartas de uma área do edifício para outro;

·         A broca pneumática, inventada em 1871 por Samuel Ingersoll, e o martelo pneumático, criado em 1890 por Charles Brady.

O uso industrial no século XX

A virada do século XX marca uma nova evolução da pneumática, com o uso dos componentes, pela primeira vez, em motores a jato sob a forma de compressores centrífugos e de fluxo axial. Novos desenvolvimentos ocorreram ao longo desse peíodo com avanços em dispositivos de economia de trabalho na forma de máquinas que ajudariam, e até reduziriam, a necessidade de mão de obra (como máquinas, ferramentas e sistemas de controles automáticos_.

No final da década de 60, os primeiros componentes pneumáticos controlados digitalmente começaram a entrar no mercado, revolucionando novamente a forma como este equipamento altamente eficaz desempenha um papel importante na vida cotidiana.

Como a pneumática ajuda nos processos atuais

A indústria pneumática continua a evoluir hoje, com os principais nomes produzindo componentes que oferecem cada vez mais melhoria, eficiência, desempenho e funcionalidade. Aqui estão apenas algumas das formas que a pneumática desempenha um papel importante hoje:

·         a pneumática desempenha um papel essencial nos aviões para estabilizar medidores em caso de falha elétrica. Isso, por sua vez, permite que o piloto ainda tenha uma clara compreensão e controle sobre as figuras importantes que o ajudarão a aterrar o avião com segurança.

·         Os cilindros pneumáticos modernos oferecem energia rápida e precisa para aplicações de baixa pressão, como fechamento e abertura de válvulas, oferecendo a uma variedade de indústrias controle de automação, de forma simples e segura.

É claro que a pneumática tem uma história rica que remonta muita tradição. Assim, até o momento, parece não mostrar nenhum sinal de desaceleração, com soluções inovadoras sendo desenvolvidas e divulgadas regularmente.

Gostou de saber mais sobre a história e as formas de atuação da pneumática? Quer ficar sempre por dentro de conteúdos como esses? Então não deixe de assinar nossa newletter!