Válvulas para pipeline: equipamentos em ação contínua

As válvulas para pipeline são amplamente utilizadas em adutoras e minerodutos, que contam com o desafio de garantir a segurança de milhares de quilômetros de tubos interligados, chegando a cruzar entre dois estados.

Para se ter uma ideia, segundo informações do Anuário Estatístico dos Transportes Terrestres – AETT, até 2008, o Brasil transporta anualmente em torno de 11 mil toneladas de gás natural por gasodutos.

Para que o transporte de produtos seja adequado e seguro, entra em cena um poderoso elemento: as válvulas para pipeline, equipamento que adéqua a velocidade do produto pela linha e garante a estabilidade do processo.

O que são válvulas para pipeline?

Essa modalidade reúne válvulas de bloqueio de quarto de volta (ou de múltiplas voltas), bem como as de retenção. Já aquelas construídas para o transporte de gás ou oleodutos brutos são construídas e testadas de acordo com o American Petroleum Institute (API) e sua especificação 6D “válvulas para pipeline”. O documento, que também é publicado pela International Organization for Standardization como ISO 14313, inclui requisitos para válvulas gaveta, esfera, check e plugue.

Esse tipo de tubulação também usa um “pig”, projetado para limpar ou inspecionar o interior da tubulação, que pode ser passado ​​por um furo na válvula. Um requisito nas válvulas gaveta API 6D é que suas dimensões internas sejam precisamente especificadas para permitir a passagem dos “pigs”.

Como garantir a integridade dos pipelines?

A integridade da válvula, juntamente com a integridade do fluido, é de primordial importância para as empresas proprietárias, bem como para aqueles que vivem e trabalham próximos da linha.

Uma fórmula complexa para avaliação de risco é usada para orientar os operadores de dutos com programas de inspeção. Os critérios de avaliação incluem o produto, a idade da tubulação e a proximidade de centros populacionais, habitações locais e estruturas ocupadas. O próprio pipeline deve ser inspecionado em intervalos especificados. Essa inspeção de linha é geralmente realizada por “pigs inteligentes”, dispositivos complexos que passam pela linha para realizar radiografias, avaliação ultrassônica e outras inspeções.

Além disso, como a manutenção correta de válvulas é sempre vital, nas válvulas para pipeline isso não é exceção. Como a maioria desses instrumentos tem um recurso de injeção de selante de assento para facilitar o fechamento, o selante deve ser introduzido corretamente na área de vedação do assento. Válvulas novas normalmente exigem mais selagem do que aquelas que estão em operação há um ano ou dois.

Como são os trabalhos em um pipeline?

Entender como os pipelines operam fornece uma melhor compreensão de como as válvulas são usadas nos serviços. Os principais dutos recebem insumos de linhas de coleta menores, de tanques ou, no caso de produtos acabados, refinarias e plantas petroquímicas. Por causa das perdas por fricção, a pressão de chegada do fluido é muito baixa para fornecer energia suficiente para enviar o produto a distâncias muito longas através da linha.

Devido à queda de pressão na tubulação, são necessárias estações de bombeamento em intervalos ao longo da linha. Cada estação de bombeamento é equipada com coletores contendo vários tipos de válvulas, incluindo gaveta, esfera, check; e em áreas onde o pig não é necessário, aplicam-se gavetas reduzidas e válvulas com bujão lubrificado. Além disso, as válvulas de controle geralmente são usadas para regular o fluxo das estações.

Como é garantido o sistema de proteção de válvulas?

Todas as válvulas para pipeline recebem testes de assento e carcaça com base na API 6D ou 6DSS, não muito diferentes de suas contrapartes, que geralmente são testadas de acordo com a API 598, “Inspeção e Teste de Válvula.”

Uma diferença entre os dois documentos de teste é que com o API 6D, os tempos de espera para os testes são muito mais longos. Por exemplo, um invólucro de válvula de 24 polegadas testado por API 598 requer uma duração de cinco minutos no ensaio, enquanto o mesmo tamanho de válvula testado por API 6D requer uma duração de 30 minutos.

Enquanto gasodutos ou minerodutos se encontram praticamente invisíveis abaixo de nossos pés, quando enterrados, eles são, no entanto, altamente “visíveis” quando ocorre um acidente. Exatamente por isso, válvulas para pipeline são examinadas de perto com o máximo cuidado.

Elas são construídas de acordo com padrões mais rigorosos e devem funcionar sempre, porque devem proteger vidas e propriedades que ficam perto de suas instalações. Poderíamos até mesmo emprestar um famoso lema para esses equipamentos, que é “Semper Paratus”, que significa: sempre pronto.

Gostou desse nosso conteúdo? Quer ficar sempre por dentro de todas as novidades do nosso canal? Entre assine nossa newsletter e receba tudo em primeira mão!