• +55 (31) 2565-2005 | +55 (31) 9 9342-0024
    comercial@casadasvalvulasmg.com.br

Produção de propileno: como as válvulas contribuem para um melhor resultado

Produção de propileno: como as válvulas contribuem para um melhor resultado

A Feiplastic, conceituada feira destinada ao setor de plásticos, registrou somente nas rodadas internacionais durante o evento, em abril de 2019, a soma de R$ 4,9 milhões movimentados e expectativa de R$ 52,6 milhões para os próximos 12 meses. Esses dados atestam que a demanda de propileno está em constante crescimento.

O polipropileno, ou PP, é um polímero termoplástico que provém da polimerização do gás propileno ou propeno. Em outras palavras, trata-se de um tipo de plástico que pode ser moldado, quando submetido a temperaturas elevadas. É classificado ainda como um produto de maior venda devido as suas propriedades e versatilidade de aplicação e uso, sendo formado por longas cadeias de manômero de propeno, que é um gás à temperatura ambiente.

A metátese é a produção mais comum de propileno, realizada por um processo químico que exige muita confiabilidade e precisão. E é justamente em relação a esses critérios que as válvulas entram em ação.

A importância das válvulas na transformação do propileno

O processo de transformação de propileno, a metátese, depende da alta qualidade das válvulas, que garantirão a segurança desse procedimento.

Tecnicamente, a metátese é uma reação em que etileno e butano são usados como matéria-prima para formar propileno de grau polímero. Ela é desenvolvida como uma opção de produção que exige menos investimento e permite mais flexibilidade, desempenho e lucratividade.

O propileno, após sua transformação, pode ser aplicado na constituição de embalagens flexíveis, cadeiras, copos, vasilhas, brinquedos, eletrodomésticos, tampas de bebidas, seringas de injeção, autopeças, tupperware, entre outros produtos.

Para tais processos de transformações, diversas válvulas são usadas para controlar as pressões e as temperaturas de cada corrente, coluna e vaso usados no ciclo. Por consequência dos possíveis riscos, é essencial que as válvulas funcionem de forma adequada.

Por exemplo, alguns meios utilizados são altamente inflamáveis, o que aumenta o perigo e possíveis situações de descontrole que colocam em risco a produção e a vida de seres humanos.

Sendo assim, válvulas bem projetadas e instaladas corretamente ajudam a eliminar riscos e melhorar o desempenho.

Válvulas de bloqueio no reator

Entre os vários tipos de válvulas envolvidas na metátese, uma das mais importantes para a segurança é a válvula de bloqueio, que isola a alimentação para o reator, caso ocorra um problema.

Essas válvulas estão localizadas perto do aquecedor, portanto, expostas a temperaturas extremamente altas, de até 590 °C, sendo essencial que elas preservem a rápida operação e mantenham um bloqueio ajustado em todos os momentos.

Sendo assim, é importante certificar-se de que esses componentes tenham compatibilidade à alta temperatura, bloqueio rápido, ajustado e disponibilidade, especialmente após um extenso período de não operação.

Cada parte do processo é importante

Em cada fase desse processo, válvulas diferentes são usadas, projetadas especialmente para suas funções, como as de comutação do tratador, de controle de gás, de emergência e de despressurização – para estabilizar as condições em casos de excesso de pressão – além das propriamente em propileno, importantes para limitar ou acessar o fornecimento de soluções químicas e corrosivas em diversos sistemas.

Para saber mais sobre as melhores válvulas para cada aplicação, consulte o time da Casa das Válvulas. Nossos profissionais são capacitados e oferecem o melhor portfólio, com marcas nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta