• +55 (31) 2565-2005 | +55 (31) 9 9342-0024
    comercial@casadasvalvulasmg.com.br

Anatomia de válvulas industriais: entenda mais sobre esse instrumento

Anatomia de válvulas industriais: entenda mais sobre esse instrumento

As válvulas industriais são dispositivos mecânicos utilizados para controlar, interromper e movimentar o fluxo de líquidos, gases e materiais sólidos dentro de tubulações.

Por exemplo, esses dispositivos funcionam igual às válvulas cardíacas do nosso corpo, responsáveis em direcionar o fluxo de sangue para o coração. Para entender a importância de uma válvula, pessoas com doenças cardíacas podem ter as próprias válvulas substituídas por modelos artificiais.

Ainda em analogia ao corpo humano, neste artigo, abordaremos os componentes que fazem as válvulas industriais funcionarem de forma semelhante ao nosso órgão muscular.

Os componentes das válvulas industriais

As válvulas industriais podem ser instaladas em diferentes infraestruturas. Sua anatomia é composta pelos seguintes itens: corpo, tampa, atuador, membro e, por último, a sede. Todas essas peças são essenciais para o funcionamento regular das tubulações, pois desempenham funções distintas, como veremos nos tópicos abaixo:

1 – Corpo

Para começar, o corpo da válvula é o maior componente da estrutura em que flui todo o material. Ele serve como elemento de conexão aos demais itens. Dependendo do tamanho, tipo e complexidade da válvula, essa parte pode ser construída por uma ou diversas peças separadas.

2 – Tampa

Em segundo, está a tampa que fica na parte superior do corpo. Para juntá-los um ao outro, são utilizados roscas e parafusos presos a flanges. Esse componente só é removido para mexer em peças internas ou para retirar obstruções do interior da tubulação. A ausência dele permitiria que todo o material vazasse para fora do corpo.

3 – Atuador

O atuador é o componente mais importante. Ele é o responsável por estabelecer o controle do fluxo de uma válvula industrial. Ele pode ser manuseado de forma manual com alças ou volantes, mas também de maneira automática ou computadorizada, dependendo da complexidade envolvida na composição de uma válvula e do tipo de infraestrutura.

4 – Membro

Penúltimo item, o membro da válvula tem diferentes formas, mas sua principal função é inibir diretamente o fluxo do material pelo corpo. Geralmente, as válvulas borboleta, esfera e a globo são as mais utilizadas para desempenhar essa função, em conjunto com a sede, como veremos no último tópico, também chamada de assento.

5 – Sede/assento

Quando uma válvula é fechada por um atuador, a sede e o membro devem estar juntos o suficiente para inibir a passagem de qualquer tipo de material. Para isso, a maioria das sedes das válvulas é construída no corpo, além de ser revestida com borracha ou teflon para uma vedação mais firme. Por exemplo, as válvulas globo, assim como as borboletas, conseguem impedir esse fluxo por causa dos seus mecanismos.

Como as válvulas industriais são construídas

As válvulas industriais são feitas por componentes diferentes para o seu funcionamento. A fundição de metal é o processo mais comum para produzir e moldar os componentes das válvulas. Além de fundi-las, o processo de usinagem também é fundamental para ficarem mais resistentes, antes de serem finalizadas.

A Casa das Válvulas trabalha com os melhores fabricantes de válvulas industriais do mercado, atendendo a diversos segmentos industriais. Quer saber mais sobre as nossas soluções? Entre em contato com um dos nossos consultores.

Deixe uma resposta