• +55 (31) 2565-2005 | +55 (31) 9 9342-0024
    comercial@casadasvalvulasmg.com.br

Como as válvulas industriais podem ser aplicadas no dia a dia?

Como as válvulas industriais podem ser aplicadas no dia a dia?

As válvulas industriais são responsáveis pelo controle de fluxos líquidos ou gasosos de um determinado sistema ou equipamento. Isso envolve a capacidade de liberar ou interromper fluxos provenientes de óleos, minérios, gases, água, entre outros tipos de fluido.

Sendo assim, essas peças têm a missão de equilibrar o processo e estão em todos os lugares – desde a estação de tratamento de água até torneiras no jardim de casa.

No setor industrial não seria diferente: o que as difere são suas especificações e formas de trabalho.

As donas da cena

As válvulas industriais são protagonistas na cena quando o assunto é controle de processos. Presentes em diversos setores como mineração, siderurgia, automotivo, petroquímica, alimentício, construção civil, pintura, estações de tratamento e/ou distribuição de água, energia, produção de óleo e gás, pipelines etc.

“Estes são componentes essenciais a qualquer segmento da indústria, já que possuem a importante função de atuar e controlar todo tipo de fluxo, como no caso dos modelos pneumáticos, solenoides, hidráulicos e manuais, monitorando e controlando variações de pressão”, enfatiza João Mauro, diretor de operações da Casa das Válvulas.

Além disso, o material da qual são fabricadas é um grande influenciador para a sucesso e longevidade dos processos. “Modelo de plástico ou metal, por exemplo, determinam a composição do corpo, tipos de vedação e qual será sua finalidade. Dessa forma, é imprescindível conhecer o fluido e sua característica química, para não erras na aplicação”, explica.

Para melhor entendimento, explicaremos a classificação básica desses componentes:

Válvulas de bloqueio

As válvulas de bloqueio se destinam primordialmente a estabelecer ou interromper fluxos de fluídos. Por isso, só devem funcionar completamente abertas ou completamente fechadas.

As válvulas de bloqueio costumam ser do mesmo diâmetro nominal da tubulação, com uma abertura de passagem de fluido com secção transversal comparável com a da própria tubulação. São elas:

– Gaveta: uma das mais utilizadas, permite fluxo nos dois sentidos e vedação para qualquer tipo de fluido. Tem utilização em processo de liberação e interrupção nos quais os fluxos são mais lentos. No dia a dia, encontramos a válvula gaveta nas torneiras, por exemplo.

– Macho: é utilizada em aplicações de grande importância, mais especificamente quando se trata de fluidos que não podem ficar retidos internamente nelas, com o intuito de evitar a contaminação, solidificação, cristalização ou mesmo sua deterioração.

– Esfera: a válvula esfera é um dispositivo mecânico utilizado para controlar o fluxo de fluido em tubulações, também adequado para aplicações corrosivas. Estes modelos de válvulas industriais são usados nos setores farmacêuticos, químico, borracha, papel e celulose, sistemas de tratamento de água, tecelagens e fábricas de processamento de alimentos. Sua aplicação pode ser em isolamento de óleo combustível, fechamento de linha para manutenção, retirada de amostra etc.

– Guilhotina ou de comporta: as válvulas guilhotina são usadas no bloqueio ou controle de pastas, polpas, líquidos, entre outros, nos principais segmentos industriais. São usadas em petroquímica, saneamento, alimentício, celulose e papel e mineração.

Válvula de Controle

Válvulas de controle são destinadas especificamente para regular o fluxo. Para isso, são capazes de trabalhar com fechamento parcial, variando de acordo com a funcionalidade. Esse modelo é muitas vezes de diâmetro nominal menor do que a tubulação. São elas:

– Globo: é um tipo de válvula usada geralmente em gasodutos para controlar o fluxo de fluidos mais viscosos como o óleo e tem um corpo esférico. A válvula globo angular é indicada para o bloqueio, comando, dosagem e controle de fluidos líquidos ou gasosos.

– Agulha: o objetivo deste tipo de válvula é o de controlar o fluxo por meio de um sistema de regulagem. Embora a função principal do projeto é o controle de fluxo, algumas válvulas também fornecem o controle on-off. Exemplo: controle de entrada de fluido para cromatógrafos gasosos e líquidos, isolar ou drenar fluidos, painéis de controle, amostragem de gases, bancadas de teste e linhas de gases.

– Controle: tem como principal função estabelecer e controlar a pressão e escoamento de fluido em tubulações.

– Borboleta*: com funcionamento parecido ao da válvula esfera, o tipo borboleta geralmente é usado em sistemas de pressão, pois possui bom desempenho em equipamentos de combate a incêndios. Seu dispositivo de desligamento age de maneira rápida e eficaz. Pode ser empregada em controle de fluidos ou isolamento total da passagem de fluxos.

– Diafragma*: as válvulas diafragma podem ser manuais ou automatizadas. Suas aplicações, em geral, são como válvulas de corte em sistemas de processo de alimentos, bebidas, farmacêuticos e biotecnológicos.

*embora sejam especificamente de regulagem, essas peças também podem ser aplicadas como válvulas de bloqueio.

Direcionamento do fluido

O sentido de ação das válvulas também determina suas funções. O sentido em que o fluido é direcionado está relacionado com sua ação. Entenda as possibilidades:

Válvula direcional de sentido único: uma vazão controlada em sentido único tem o objetivo de garantir que o fluxo seja unidirecional e impeça o retorno. Exemplo: válvulas de retenção, válvulas de retenção e fechamento e válvulas de pé.

Válvulas que controlam a pressão de montante: estas válvulas visam o controle de pressão do ponto mais baixo para o mais alto. Exemplo: válvulas de segurança e de alívio, válvulas de excesso de vazão e válvulas de contrapressão.

Válvulas que controlam a pressão de jusante: o objetivo também é garantir que a pressão esteja controlada, mas especificamente de um ponto mais alto para um ponto mais baixo. Exemplo: válvulas redutoras e reguladoras de pressão; válvula de quebra-vácuo ou ventosas.

A Casa das Válvulas comercializa uma gama de materiais hidráulicos, com excelência e expertise de mercado, garantindo o excelente funcionamento dos equipamentos nos mais distintos setores industriais.

Consulte nosso portfólio de modelos de válvulas industriais, além de flanges, filtros, conexões, instrumentos, purgadores.

Deixe uma resposta