• +55 (31) 2565-2005 | +55 (31) 9 9342-0024
    comercial@casadasvalvulasmg.com.br

Entenda como é feita a seleção de válvulas em operações de papel e celulose

Entenda como é feita a seleção de válvulas em operações de papel e celulose

Embora o uso doméstico tenha sido reduzido por conta dos ágeis canais digitais de comunicação, o principal produto da indústria de papel e celulose, em setores como embalagem, têxtil, decoração, toalhas, fraldas, higiene pessoal, entre outros, ainda é muito difundido.

Mas, antes de adentrar a fundo no tema, precisamos entender o que é esse produto. Em síntese, a polpa de celulose é um material constituído por uma espécie de pasta de elementos fibrosos, obtida industrialmente a partir da madeira de árvores específicas.

A conversão de celulose se dá em diversos produtos nas fábricas, como a cristalina alfa, na fabricação de fibra de rayon, em indústrias têxteis. As máquinas de papel também podem ter a função de reaproveitamento de insumos (reciclagem), como papel toalha ou papel de fibra reciclada.

E, quando falamos de máquinas, as diversas válvulas são componentes fundamentais.

As válvulas e as operações de papel e celulose

Um mercado moderno e em constante evolução exige componentes específicos. A escolha da válvula correta para aplicações neste setor está intimamente ligada a essas premissas. Isso porque a qualidade e o êxito de todo o processo dependem disso.

Uma válvula de controle, por exemplo, que não opere de maneira assertiva, compromete toda a linha de produção se não responder de maneira rápida, precisa e previsível. E desestabilização nesse caso é sinônimo de baixa lucratividade.

Aos compradores de válvulas desse segmento, cabe a missão de compreender o desempenho mecânico delas, para que sejam confiáveis, permitindo às máquinas executarem as devidas operações. Subdividimos aqui alguns quesitos para auxiliar nessa escolha.

Primeiro, determinar a função e a melhor aplicação é o primeiro passo: se é válvula de isolamento, de controle ou de desvio.

Em seguida, avalie as condições do processo, classificando pressão, dimensão do componente, acessibilidade, faixa de temperatura e compatibilidade química.

O sistema de segurança e compatibilidade dos equipamentos

Lembrando que a principal funcionalidade das válvulas é controlar fluxos, na operação em papel e celulose não seria diferente.

Relacionada com resistência e temperatura química, a compatibilidade (classificação da pressão) e segurança são imprescindíveis.

A compatibilidade engloba o fato de quem os insumos em que são fabricados os componentes da válvula, devem ser compatíveis com a química do fluido. Válvulas de controle, por exemplo, são projetadas para estrangular os fluxos. Logo, o controle e o fechamento hermético são essenciais. Nessa situação, a válvula de controle e isolamento trabalham juntas.

Em um segmento industrial que se alicerça em processos químicos, outro critério a ser levado em conta é a diferença entre corrosão, erosão e abrasão.

A corrosão ocorre por meio da deterioração originada de ataque químico. A erosão é pertinente à deterioração, causada pelo movimento de fluidos. Já a abrasão se dá no contato mecânico entre dois materiais. Usualmente esses três processos caminham juntos.

Aliás, quanto maior a velocidade do fluido, maior a probabilidade de danos.

Sendo assim, não há como pensar em seleção de válvulas em operações de papel e celulose sem entender a compatibilidade dos materiais que comportarão. Uma questão de segurança.

O comprador de válvulas que agir nesse universo precisa saber desses riscos e ter entendimento suficiente sobre o tipo e material da válvula, assim como o que vai dentro dela.

E, após todos esses passos, manter a manutenção.

O xeque-mate na escolha certeira

Como organização é parceira da precisão, um conselho a quem é responsável pela seleção de válvulas nesse setor é preparar-se muito antes da decisão.

Saber sobre sua referência quanto à composição química correspondente requer muitas variáveis, como vimos até aqui.

No documento da Sociedade Internacional de Automação – ISA (International Society of Automation, em inglês), formulário S20.50, conterá as especificações e os critérios que diminuirão sua margem de erro nesse relevante xeque-mate.

O ISA é uma organização profissional sem fins lucrativos para engenheiros, técnicos, empresários, educadores e estudantes que auxilia muito o setor.

E, para que essa escolha não seja um dilema, a equipe técnica da Casa das Válvulas terá satisfação em trazer luz ao assunto, com atendimento personalizado para cada tipo de setor. Basta entrar em contato com a gente e agendar uma reunião!

Deixe uma resposta