• +55 (31) 2565-2005 | +55 (31) 9 9342-0024
    comercial@casadasvalvulasmg.com.br

Indústria alimentícia: inovação tecnológica como acelerador de competitividade

Indústria alimentícia: inovação tecnológica como acelerador de competitividade

A indústria alimentícia é um segmento tão essencial quanto competitivo. Para que as empresas tenham não só o seu lugar ao sol, mas consigam se manter em destaque, é preciso investir em inovação tecnológica e ter integração com outros mercados relacionados.

Inteligência Artificial, Internet das Coisas, novas tecnologias e tudo que permeia a Indústria 4.0 ocupa o ranking dos assuntos mais comentados em eventos e feiras de negócios desse setor.

Produzir em grande escala, com excelência na qualidade e de maneira econômica, para conquistar um diferencial e aumentar a quota de mercado, é realmente um desafio enorme e constante.

Para compreender esse tema, é necessário antes entender as transformações pelas quais essa indústria passa atualmente, assim como seus consumidores e mercados relacionados.

Transformação da indústria alimentícia

A indústria alimentícia sofre suas transformações por forte influência do desenvolvimento tecnológico de outros setores, assim como pela mudança de alguns hábitos da população.

Quanto ao segundo item, essas novas famílias pedem produtos mais duráveis, embora de fácil preparo, com embalagens que condizem com suas estéticas de escolha.

A inovação precisa partir destas demandas, o que inclui novos métodos tecnológicos, acesso a melhores matérias-primas, fabricação, armazenamento e distribuição adequados.

Além disso, é primordial prezar pelas normas sanitárias, sem o uso de ingredientes prejudiciais à saúde e com origem certificada.

Esse é um dos desafios – atender a um público exigente. O outro é alinhar a atuação de mercados pares. E como em todo o desafio mora a oportunidade de progresso, a parceria com o setor agropecuário é um norte.

Oportunidade: Agropecuária

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) prevê uma queda na produção de soja, arroz, grãos e açúcar na América Latina na safra 2018/2019, e um aumento na produção de leite e carne bovina, de acordo com relatório publicado em julho de 2018.

Segundo esse relatório, o Brasil substituirá os Estados Unidos como o terceiro maior fornecedor mundial de óleo de soja, e continuará como o principal fornecedor mundial de carne de aves e farinha.

De fato, o país é um grande fornecedor de alimentos para o mundo. Logo, a agropecuária é um segmento que impacta diretamente nessa indústria.

Observar toda a cadeia produtiva, bem como o desenvolvimento da área Química, de Biologia e Nanotecnologia é outra maneira de se preparar para eventuais mudanças e conhecer tendências. Esse acompanhamento inclui novas tecnologias, equipamentos, componentes e máquinas.

O papel das válvulas na indústria alimentícia

As válvulas são estruturas essenciais em diversos processos. No setor industrial, chegam a representar até 15% de toda a instalação, sendo específicas para cada função.

Na indústria alimentícia, elas são responsáveis não só pelo bom funcionamento do equipamento ou máquina, mas para que o fluido de controle esteja em conformidade com todas as exigências desse segmento.

Por isso, é importante fazer a melhor seleção da válvula, de acordo com o tipo de finalidade (pressão, fluido, etc.). Afinal, ela é um dos componentes protagonistas nessa busca por competitividade.

A Casa das Válvulas atende a todos os segmentos da indústria. Trabalha com parceiros que prezam por tecnologia e inovação e tem um portfólio de válvulas e componentes que vai direto ao ponto desse mercado.

Para conhecer a variedade de aplicações e processos, entre em contato conosco e confira!

Deixe uma resposta