• +55 (31) 2565-2005 | +55 (31) 9 9342-0024
    comercial@casadasvalvulasmg.com.br

Válvulas de controle: como escolher o modelo ideal nos processos

Válvulas de controle: como escolher o modelo ideal nos processos

Presentes em sistemas de instalações que atendem aos mais variados setores da indústria, as válvulas de controle devem ser escolhidas com base em importantes critérios. Acompanhe esse artigo e confira!

Como classificar as válvulas de controle

Em um processo industrial, leva-se em conta o tipo desse componente, além de um conjunto de características técnicas. Caso contrário, o rendimento de uma bomba ou sistema de filtragem pode ser comprometido, por exemplo. Isso ocasiona prejuízo à operação toda.

Nesses critérios, destaca-se: dimensionamento, temperatura, controlabilidade, risco de cavitação, ruídos, local que será aplicada e valores de vazão mínimos, normais e máximos, entre outros. Esse conjunto de características é que trará confiabilidade e vida útil efetiva nessa conexão.

As válvulas de controle têm como principal função estabelecer o escoamento de fluido em tubulações e, para isso, são subdivididas dentro das respectivas aplicações: regulagem, fluxo e controle de pressão.

Válvula para regulagem

Nessa categoria, a válvula agulha funciona como reguladora de fluxo. Algumas também fornecem o controle on-off, que drenam ou isolam fluidos para cromatógrafos gasosos e líquidos.

As válvulas globo, geralmente utilizadas em gasodutos, controlam o fluxo de fluidos mais viscosos, como o óleo. Existem as de corpo esférico, separado por um defletor, e as automatizadas, que possuem hastes deslizantes.

As de corpo angular são indicadas para o bloqueio, comando, dosagem e controle de fluidos líquidos ou gasosos. Elas também são uma boa escolha para aplicações gerais e que envolvam pressão diferencial alta, pois são resistentes à cavitação, assim como para a diminuição de ruído com meios de vazão limpos, além de serem utilizadas para serviços de microvazão.

O modelo diafragma pode ser manual ou automatizado, com aplicação na indústria de alimentos, bebidas, farmacêuticos e biotecnológicos. As válvulas borboleta fazem a regulagem e controle de fluxo e são soluções leves e econômicas, com alta capacidade de vazão e desempenho de emissões.

Válvulas de fluxo

Indicadas para obstrução total ou parcial do fluxo, a pistão impede o contrafluxo de fluidos e é aplicada nos setores de siderurgias, saneamento, óleo & gás, mineração, açúcar & álcool e biocombustíveis.

Válvulas para controle de pressão

Essas válvulas controlam a pressão com que o fluxo poderá passar por ela e têm aplicações distintas. A de segurança, adequada para muitos contextos, depende do auxílio de um profissional nessa escolha. Já as redutoras de alívio de pressão possuem sistemas de vapor bem projetados e produzem vapor seco e limpo a altas pressões.

Principais fatores que definem a escolha de uma válvula de controle

De fato, as válvulas de controle possuem formatos e tamanhos diferentes e características específicas que definem sua aplicabilidade e função. Logo, para se obter um sistema perfeitamente funcional, os componentes precisam ser escolhidos por profissionais com conhecimento técnico.

É ideal ter um especialista em válvulas para ajudar a sua equipe de engenharia nessa missão, capaz de realizar cálculos de dimensionamento e adequação às normas. Só dessa forma, será alcançado o desempenho e a controlabilidade desejados em seu projeto.

Em segundo lugar, as marcas desses componentes contam na qualidade do resultado final. A busca por preços mais baratos pode custar caro. O material usado nessas válvulas vai refletir diretamente não só na vida útil delas, como na produtividade da operação.

A Casa das Válvulas trabalha com as melhores marcas do mercado nacional e internacional. Com especialistas no segmento, nossos profissionais podem dar todo o suporte necessário ao seu time para um projeto bem-sucedido com precisão e qualidade. Consulte nosso site e conheça nossos produtos.

Deixe uma resposta